Natal é celebrar o Deus inédito, diz papa Francisco

Nesta quarta-feira (19), o Papa Francisco interrompeu as reflexões sobre o Pai-Nosso para refletir sobre o Natal. Na última audiência antes da festa natalina, o papa falou sobre as novidades e surpresas da festa cristã. O Santo Padre criticou “a máquina publicitária que nos convida à troca de presentes sempre novos e fazermos surpresa” e questionou: “Mas essa é a festa que agrada a Deus?”

Francisco apresentou aos fiéis na Sala Paulo VI a ótica do primeiro Natal da história. Para o pontífice, o “Natal é celebrar o inédito de Deus. Ou melhor, o Deus inédito”. O tempo natalino é um convite aos católicos descerem na direção daqueles que têm necessidade. “Se o Natal permanece apenas uma bela festa tradicional, será uma festa perdida”, disse o Pontífice.

Para o papa será Natal quando cada pessoa der espaço ao silêncio, cumprir a vontade de Deus, aproximar-se de quem está sozinho, sair do seu recinto para estar com Jesus e encontrar a luz de Belém. Em contrapartida, nas palavras de Francisco, não será quando os homens procuram as luzes desse mundo, se enchem de presentes e compromissos e não ajudam ao menos a um pobre. “Porque, no Natal, Deus veio pobre”, concluiu.

Antes de despedir-se e das saudações em línguas estrangeiras, o Santo Padre desejou a todos um feliz Natal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s