JMJ Panamá 2019: Corações unidos pela fé

Casal se conheceu na Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro e se casou no Panamá

Com folhas escritas “Recién Casados” nas mochilas, dois jovens participavam como todo peregrino da programação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) realizada em janeiro deste ano no Panamá, sem deixar passar despercebido o orgulho daqueles que haviam acabado de realizar um sonho.

Soledad, 25, buscava encontrar alguém que pudesse dividir com ela o amor por Deus e pela Igreja Católica. Uruguaia, a jovem trabalhava como secretária social em um colégio Jesuíta e fazia parte da Comissão Nacional da Pastoral Juvenil.

Há mais de seis mil quilômetros de distância, na Guatemala, o professor Milton, 33, também ligado às causas sociais e à igreja, se preparava para viajar para o Rio de Janeiro e poder encontrar o Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude em 2013. Ambos não tinham ideia do que estava por vir.

A foto mostra o casal Soledad e Milton de costas com camisetas azuis e a mochila azul da JMJ no Rio. Soledad tem na costas um cartaz escrito "recién casados".
Milton e Soledad na JMJ no Panamá. Créditos: Arquivo pessoal

O palco montado na Praia de Copacabana recebeu jovens de delegações de diferentes países, representando as outras milhares de pessoas que ocupavam espaço na areia. Um dos principais momentos foi o da vigília, ao reunir o maior número de pessoas e quando Soledad e Milton tiveram a oportunidade de ver de perto o Papa Francisco. É neste momento, com os corações disparados e o nervosismo se fazendo presente, que as histórias de Soledad e Milton se cruzam, em cima do palco da JMJ, no Rio de Janeiro. A jovem não havia levado câmera fotográfica para o palco e Milton fez o registro do momento para ela. Eles trocaram telefones e compartilharam as imagens, mas até aí, apenas a solidariedade e a gratidão estavam presentes.

Após a JMJ de 2013, Milton namorou uma jovem brasileira, esteve novamente no Rio de Janeiro em visita à família dela, mas acabou não dando certo. Não seria ela a peregrina que estava reservada para ele. Soledad continuou sua vida no Uruguai e manteve o contato com Milton, ainda sem interesses.

As muitas conversas online e o tempo, aproximou seus corações mesmo que seus corpos ainda estivessem há milhares de quilômetros de distância. Um ano após esta aproximação via internet, decidiram namorar, ainda que de longe, e só após quatro meses de namoro voltaram a se encontrar.

Decisões corajosas
Milton tinha dois meses de férias do trabalho para tirar e não teve dúvidas de que iria para o Uruguai conhecer a família da namorada. A decisão não foi difícil, principalmente pela incerteza do que iria encontrar.  

“Como eu já havia viajado para o Rio de Janeiro para conhecer uma namorada após a JMJ, minha família não se espantou quando dei a notícia de que iria para o Uruguai. Eu fiquei apreensivo, mas pensava que, se o país dela a escolheu para subir ao palco da Jornada, eu não poderia ter dúvidas de que era uma boa pessoa. Mesmo assim, eu tinha consciência de que era uma loucura”, explica Milton.

O jovem viajou para passar dois meses na casa da namorada, que só havia visto uma vez,  mas diz que foi consciente de que voltaria, caso não desse certo. Mas deu. Milton conta que a família de Soledad foi sempre muito cordial e cita sempre o coração bondoso do sogro.

Soledad viajou e conheceu a Guatemala antes de o casal tomar a decisão de que ela sairia do Uruguai e os dois viveriam no país do noivo. 

“Foi uma decisão difícil deixar todos”, conta Soledad e reforça que a família, apesar de terem ficado tristes com a ida do casal para a Guatemala, acabou aceitando e apoiando por saber que era o que a deixaria feliz.

O Casamento
Os peregrinos queriam que o casamento religioso fosse especial e já sonhavam em realizar a cerimônia em uma Jornada Mundial da Juventude, mas sabiam das dificuldades que enfrentariam. O casamento no Civil aconteceu na Guatemala e o casal, na certeza de que Deus abençoaria aquela união desde o início, resolveu aguardar um pouco mais para unir-se perante a Igreja, quem sabe assim, os planos dariam certo.

“Juntamos nossas documentações e organizamos tudo para que em 2019 pudéssemos realizar o nosso sonho no Panamá, mas sabíamos que seria difícil”, explica Soledad. O casal viajou sem a certeza da realização da cerimônia e só 17h antes tiveram a confirmação.

“Eu não consegui avisar a minha mãe e pedi ao meu irmão avisar ela de que casaríamos. Ela queria pegar um avião e viajar imediatamente para acompanhar a cerimônia mas não daria tempo” ,conta Milton, ao reforçar, que apesar da tristeza das famílias por não estarem juntos neste momento, todos entenderam que era a vontade do casal.

A cerimônia religiosa que uniu Milton e Soledad aconteceu às 7h da manhã do dia 25 de janeiro de 2019, na Paróquia da Imaculada Conceição, localidade de Juan Diaz, no Panamá Sul. O horário foi escolhido para não atrapalhar a programação normal da Jornada, da qual ambos estavam participando. Ao final da celebração, eles receberam de presente um bolo da comunidade onde estavam hospedados, brindaram as bodas, trocaram de roupa e continuaram a programação normal do dia. Naquele sábado eles voltariam a participar de um vigília da JMJ, mas desta vez casados

A foto mostra Milton de camisa litrada e Soledad de blusa azul sorrido. Ao fundo, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida.
Milton e Soledad. Créditos: Arquivo pessoal

A fé confirma o amor
A felicidade do casal e a certeza mútua de que foram feitos um para o outro se faz presente em cada palavra ao contarem a história do casamento e como se conheceram. Ambos, ao analisarem hoje tudo o que fizeram, dizem que foi “loucura”, mas a loucura mais certa já feita.

Ao longo de todo o caminho e ao contarem toda a história, com Milton sempre muito empolgado, fica evidente de que a confiança no que estava por vir e principalmente a certeza de que o outro era uma boa pessoa, vinha da fé e das contribuições de ambos para a Igreja.  


| INSTAGRAM| FACEBOOK| TWITTER |

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s