O papa Francisco acaricia a cabeça de um neném segurada por um segurança. A criança veste uma roupa de lã cinza com capuz.

Papa Francisco reza por crianças famintas em zonas de guerra

O Papa Francisco, concedeu audiência geral, nesta quarta-feira (27), na Praça São Pedro. O Santo Padre continua sua Catequese com as reflexões sobre o Pai-Nosso. Na manhã de hoje, o Pontífice iniciou a segunda parte da oração ensinada por Cristo sobre as súplicas a Deus, ao falar sobre o trecho “o pão nosso de cada dia nos dai hoje”. Em suas palavras, Francisco criticou o egoismo e rezou pelas crianças em zonas de guerra.

Continuação: Entrevista com Dom Wilson Jönck, Arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis

Um Olhar sobre o Papa Francisco e as reformas na Igreja Católica | Nesta segunda parte da entrevista, Dom Wilson Jönck, Arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis, fala sobre Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, suas reformas na Igreja e os reflexos dessas mudanças na igreja arquidiocesana. Também comenta sobre homossexualidade, casais divorciados, a formação sacerdotal e os desafios da evangelização. Esta entrevista é uma continuação de Um Olhar sobre os Papas Bento e João Paulo e sobre a Igreja Arquidiocesana e em Santa Catarina.

A foto mostra o Papa Francisco na janela do quarto pontifício lendo o pronunciamento em um púlpito de acrílico.

Papa critica egoísmo e esterilidade espiritual e reza por Nicarágua, Nigéria e Mali

Ao seguir o itinerário dos Evangelhos da Quaresma, o Papa Francisco refletiu sobre a parábola da figueira com os fiéis na Praça São Pedro, neste domingo (24). Também neste Angelus, Francisco lembrou dos missionários mártires, da situação política da Nicarágua e rezou pelas vítimas de atentados na Nigéria e Mali.

Pode me chamar de Francisco: Arturo Cardelús e a trilha sonora da série

A trilha sonora da série original Netflix Pode me chamar de Francisco é um dos elementos fílmicos de maior qualidade. É quase impossível não se envolver com a abertura da série nas primeiras notas do violino em solo enquanto passam por nossos olhos as imagens reais do papa intercaladas com cenas da trama. Assim como o tema da abertura, Call me Francis, toda a trilha sonora foi composta por Arturo Cardelús e executada pela Budapest Art Orchestra.

A imagem mostra os três repórteres na redação do jornal olhando para o editor. Dois estão sentados e um de pé ao lado do editor da equipe. Na imagem se vê muitos documentos, um computador e papéis sobre algumas mesas.

Resenha: Spotlight: segredos revelados, filme ganhador do Óscar

Uma reportagem paradigmática para o jornalismo e para a Igreja | Spotlight não é um filme sobre pedofilia na Igreja. É um filme sobre jornalismo. A trama mostra como se desenvolve um trabalho de apuração baseado em técnicas de investigação e entrevista jornalísticas para desvendar fatos ignorados pela sociedade e revelar uma história complexa. Os repórteres encontraram acontecimentos dispersos e, ao dar sentido a eles, perceberam um padrão e escreveram a mais importante e reveladora reportagem sobre os casos de abuso sexual na Igreja Católica.

O bispo está de camisa de clerygman cinza e cruz peitoral sentado à mesa. Ele olha para a esquerda com as mãos abertas enquanto fala. Ao fundo uma janela deixa entrar a luz na sala de reuniões.

Entrevista com Dom Wilson Jönck, Arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis

Um Olhar sobre os Papas Bento e João Paulo e sobre a Igreja Arquidiocesana e em Santa Catarina | Conseguir um horário na agenda de um médico especialista pode exigir empenho e um tempo de espera. O que não imaginar da agenda de um arcebispo? Para marcar esta entrevista, aproveitei a vinda de Dom Wilson para Itajaí. Ele veio empossar o novo pároco de São Pedro, na Itaipava, padre Iseldo Scherer. Antes mesmo da missa começar, abordei nosso bispo na porta da igreja. Com sua característica sutileza, ele me ouviu e pediu gentilmente que eu ligasse para a Cúria na segunda-feira. Em menos de um mês, eu entrevistava e a Bruna Bertoldo fotografava o Arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis na sala de reuniões da Cúria Metropolitana na capital do estado.

A foto mostra o Papa Francisco acenando com a mão direita e sorrido na janela do quarto pontifício.

Ganância, glória humana e instrumentalizar Deus são obras de Satanás que nos separam de Deus, diz Papa Francisco

O Papa Francisco esteve domingo (10) para rezar a oração do Angelus com os fiéis na Praça São Pedro. Em sua reflexão, o Papa falou sobre a experiência de Jesus no deserto. Francisco classificou as tentações de transformar pedra em pão, tornar-se um Messias poderoso e manifestar de forma espetacular o poder de Deus como três caminhos que o mundo sempre propõe. “A ganância de ter, a glória humana e a instrumentalização de Deus”, seriam as propostas mundanas “para alcançar sucesso e felicidade”.