O desgaste da imagem de uma gigante

Vivemos em uma sociedade em que atitudes não pensadas podem se tornar grandes escândalos e escândalos podem causar grandes impactos. As notícias negativas que rodeiam determinadas instituições geram as chamadas crises de imagem e este é o tema da conversa de hoje.

Diversos escândalos rodeiam a história da Igreja Católica e o desgaste ocorrido ao longo do tempo trouxe conseqüências que já podemos identificar. As histórias foram se repetindo, os fiéis perdendo a confiança e os bancos das igrejas do mundo inteiro foram esvaziados.

O debate sobre a confiança que a Igreja precisa recuperar foi destaque em janeiro deste ano, em uma carta em que o Papa Francisco critica os truques de marketing dos bispos americanos, alertando que as estratégias não restaurarão a confiança perdida. O pronunciamento já deixava claro que Francisco quer mudanças verdadeiras.

Conferência sobre abusos sexuais
Para reforçar a necessidade de mudanças de atitudes, até mesmo nos cargos mais altos da Igreja Católica, Francisco organizou com apoio dos nove Cardeais de confiança, inseridos no chamado C9, a conferência que teve como tema “A proteção dos menores na Igreja”.

Nas vésperas do evento o próprio núcleo duro das reformas desejadas pelo Papa foi abalado por escândalos sexuais. George Pell, um dos três cardeais afastado em dezembro, foi condenado nesta semana por abusos sexuais na Austrália. Seis anos de prisão foi a sentença imposta ao purpurado de 77 anos. Dentro da Igreja, um processo se desenvolve na Congregação para Doutrina da Fé e Pell deve ter o mesmo destino de Theodore McCarrick, perder o título cardenalício e as ordens eclesiásticas.

O encontro reuniu cerca de 200 bispos de diferentes países para debater os abusos sexuais com envolvimento do clero, ocorridos ao longo das últimas décadas. A decisão de Francisco, mesmo que não tenha levado em consideração o marketing positivo, pode renovar a imagem que as pessoas têm sobre o catolicismo.

A conferência foi sem dúvidas um momento histórico e tenso, onde a cúpula pôde assistir aos depoimentos dolorosos de vítimas de abuso sexual e ao longo de quatro dias, discutir sobre como gerenciar os casos que chegam através de denúncias. A conferência também resultou em um código de conduta para sacerdotes e a capacitação de pessoas para identificar abusos no meio religioso.

O encontro não resolverá por absoluto aquilo que já aconteceu ou evitar completamente que abusos ocorram futuramente, mas se torna um raio de esperança sobre a resolução de casos cujas notícias acompanhamos por toda a vida, sem nenhuma punição.

Nos últimos meses o Vaticano expulsou cardeais famosos, foram demolidas estátuas de grandes figuras religiosas e sacerdotes acusados punidos.


A reconstrução de uma fé abalada
Francisco tem enfrentado o mundo religioso para resolver problemas que durante décadas abalaram a fé de milhares de pessoas em todos os continentes. A punição rígida para casos de abusos sexuais deverá ser vista como uma medida sensata, que fará refletir aqueles que aos poucos foram perdendo a confiança no catolicismo.

A decisão de Francisco, por mais que  seja vista com certo receio por Cardeais mais antigos da Igreja, poderá reconstruir a fé já abalada de muitas pessoas e com o passar do tempo e efetivação das ações, trazer novamente os fiéis para a Igreja. A fé em Cristo basta para fazer um católico, mas a vivência em comunidade é o que faz a comunhão e o que fortalece o caminho a ser seguido.

Basta agora, os bispos de todo o mundo cristão utilizarem as indicações da conferência e as decisões para gerenciar o desgaste de imagem gerado pelos inúmeros casos de abuso sexual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s