Semana Santa: Francisco lava os pés de presidiários em Roma, entre eles um brasileiro

Aplausos emocionados no início de uma celebração papal. Assim foi a procissão de entrada da Missa da Ceia do Senhor e do Lava Pés do Papa Francisco, no Presídio Velletri, em Roma. A abertura solene do Tríduo Pascal de 2019 do Pontífice Romano aconteceu em uma capela carcerária e não na Basílica de São João de Latrão. O gesto de Francisco nesta Quinta-Feira Santa (18) já se tornou padrão, esta é quinta vez (2013, 2015, 2017 e 2018) que o Papa celebra com carcerários, mas o ato ainda surpreende.

O fato do bispo de Roma deixar a sede sua diocese para estar com presos, e também com doentes, em 2014, e refugiados, em 2016, quebra uma tradição secular de uma das missas mais solenes e importantes da cristandade. Para Bergoglio, a prática é a continuação de seu costume como bispo em Buenos Aires. Mais ainda, para Francisco é uma síntese de seus discursos e de sua prática humilde e revolucionária.

Neste ano, o Pontífice Romano foi até o Presídio Velletri para lavar os pés de um presidiário brasileiro, sete italianos, um marroquino e um marfinense. O Vaticano não divulgou suas identificações, apenas a nacionalidade. O cárcere tem 577 presidiários, dos quais mais de 300 são estrangeiros. Em sua homilia, o Papa Francisco ressaltou a dimensão do serviço na Igreja. “Cada um de nós deve ser o servidor do outro. Não dominar, fazer mal ao outro, humilhar”, destacou o Santo Padre.

Francisco destacou o exemplo de Jesus para os seus seguidores. “Ele que tinha tudo, que era o Senhor, fez um gesto de escravo. E depois aconselha a todos que façam este gesto entre vocês” e acrescentou “sejam irmãos no serviço e não na ambição, de quem domina o outro ou que pisoteia o outro, mas serviço”.

O bispo de Roma falou do gesto repetido nas igrejas em todo o mundo. “A Igreja quer que todo bispo faça isso pelo menos uma vez por ano”. “O bispo não é mais importante, o bispo deve ser o servidor”, declarou o Papa. Por fim, Francisco disse que “no nosso coração deve estar sempre o amor de servir ao outro”.

Na Sexta-Feira Santa (19), o Santo Padre presidirá a Celebração da Paixão, na Basílica São Pedro, e o Via-Sacra no Coliseu. Sábado (20) será a Vigília Pascal e, no Domingo de Páscoa, Francisco preside a missa da ressurreição e concede a benção Urbi et Orbi.

O Olhar Vaticano segue os passos da Papa Francisco na Semana Santa. Acompanhe nossa cobertura no InstagramFacebookTwitter e site.

Na foto o Papa Francisco profere a homilia em um púlpito florido. Em frente a ele, estão os presidiários olhando-o fixamente.
Créditos: Vatican Media.

Autor: Thiago Caminada

Jornalista, Mestre em Jornalismo (UFSC). Coordenador do "Olhar Vaticano". Assessor de comunicação, servidor público de carreira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s