A foto mostra o papa Francisco na frente do altar segurando uma vela nas mãos. Ao seu lado estão os cerimoniários e diáconos.

Semana Santa: “A história humana não acaba em uma pedra sepulcral”, diz Francisco na Vigília Pascal

O Papa Francisco presidiu a Vigília Pascal, na Basílica São Pedro, na noite deste Sábado de Aleluia (20). Esta solene liturgia é a principal celebração de toda a Páscoa e considerada a mãe de todas as vigílias. Inicia com a bênção do fogo e Círio Pascal e uma liturgia da palavra de sete leituras do antigo testamento, mais um epístola e o evangelho. Depois seguem a liturgia batismal e eucarística.

Em sua homilia, o Pontífice recordou “o caminho da salvação”, ao dizer: “A história humana não acaba em uma pedra sepulcral”. Francisco se referiu ao medo e as dúvidas das mulheres que foram até o sepulcro vazio “o mesmo se passa na história de Igreja e na história de cada um de nós, parece que os passos dados nunca levam à meta”.

No entanto, o Santo Padre ao falar da ressurreição de Jesus mostrou que “nosso caminho não é feito em vão”. “A Páscoa é a festa da remoção das pedras. Deus remove as pedras mais duras contra as quais vão rebater esperanças e expectativas”, disse Francisco.

O Papa recordou a falta de confiança e o pecado como duas grandes pedras no caminho de fé. Para o Santo Padra, “a falta de confiança” é quando achamos que tudo vai mal, “pedra sobre pedra construímos uma estátua da insatisfação” e “sepulcramos a esperança”. “Não sepultes a esperança”, pediu.

“A pedra do pecado” é aquela que “deixa solidão e morte”, classificou o Papa. Como a ressurreição Cristo “chama-nos a levantar-nos” para “as alturas da vida e não as torpezas da morte”. “O Senhor ama essa tua vida mesmo quando tens medo de olhar de frente e ter seriedade”, disse o Papa. E ainda “Jesus é especialista em transformar nossas mortes em vida”.

Ao final, o Santo Padre definiu: “A páscoa nos ensina que somos chamados a percorrer aos encontro dos viventes” e para isso “peçamos a graça de não nos deixar levar pela corrente, pelo mar dos problemas, de não nos estilhaçar nas pedras do pecado e rochedos da desconfiança”.

Durante a liturgia batismal, o Papa Francisco batizou oito catecúmenos de nacionalidades italiana, equatoriana, peruana, albanesa e indonésia. Os novos fiéis também receberam os sacramentos da Crisma e Eucaristia durante a solenidade. A celebração encerrou o tríduo pascal e proclamou a ressurreição de Jesus.

Amanhã (20), Domingo de Páscoa, Francisco celebra a missa da ressurreição e concede a benção Urbi et Orbi.

O Olhar Vaticano segue os passos da Papa Francisco na Semana Santa. Acompanhe nossa cobertura no InstagramFacebookTwitter e site.

A foto mostra o papa Francisco batizando um homem terno enquanto derrama água sobre a sua cabeça.
Papa batiza catecúmeno. Créditos: Vatican Media.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s