Papa Francisco recebendo uma camisa do San Lorenzo de Almagro. Créditos: Dan Kitwood/Getty Images

Pode me chamar de Francisco: O Papa e San Lorenzo de Almagro

Jorge Bergoglio, então superior provincial dos Jesuítas, batiza o filho da juíza Alicia Oliveira e vai até a casa da magistrada para um jantar. Depois de batizar a criança com o nome Alejandro ‘Jorge’, em sua homenagem, Bergoglio assiste entusiasmado junto dos outros dois filhos de Alicia a um jogo do San Lorenzo de Almagro, seu time do coração.

Leia a Resenha: Pode me chamar de Francisco, série original Netflix

Paixão antiga de um sócio-torcedor
Bergoglio não é apenas um torcedor, ele é o sócio de número 88235N-0 dos corvos. Em 2008, como cardeal de Buenos Aires, celebrou a missa do centenário do clube e até hoje paga todos os meses sua taxa mensal de sócio por débito automático.

A paixão do papa pelo time argentino é antiga. Certa vez Francisco, disse a um jornalista argentino que sua recordação mais antiga é de 1946: um gol de René Pontoni. Aos nove anos, o garoto Jorge Mario se encantou pelo Ciclone, alcunhada recebida pelo San Lorenzo super campeão daquele ano. Seu pai, além de jogador de basquete do clube, levava Jorge para assistir aos jogos no Velho Gasómetro.

O efeito Francisco
Depois da eleição de Francisco, em 2013, o San Lorenzo viveu uma excelente fase dentro dos gramados. Em 2012, o clube escapou do rebaixamento, mas no ano seguinte, com Bergoglio feito papa, o time se tornou campeão nacional. A tão sonhada Taça Libertadores da América foi conquistada em 2014.

O San Lorenzo deixou de ser a chacota dos rivais por não ter o principal título do continente. Nos dois títulos, o papa recebeu a equipe, bem como os presentes como a camisa e uma réplica da taça Libertadores. Alguns especialistas chamam essa sucessão de fatos de “efeito Francisco”, os mais atrevidos classificam como “milagre”.

Por ocasião da eleição, o clube saldou o papa em sua conta oficial no Twitter logo após a aparição no balcão da Basílica São Pedro. Depois, publicou um pronunciamento oficial saudando o torcedor e sócio pelo cargo máximo da Igreja. O time também confeccionou uma camisa especial com uma foto do papa no centro, ao lado do escudo envolto em uma auréola. O uniforme trazia a frase “Papa Francisco: Rezamos por ti, reza por nós”.

Um time de tradições religiosas
O clube teve como um de seus fundadores o padre salesiano Lorenzo Massa. Assim, o time de futebol homenageou o religioso e o santo diácono e mártir da Igreja Católica. Além disso, suas cores vermelha e azul lembram o manto de Nossa Senhora Auxiliadora.

O Club Atlético San Lorenzo de Almagro está entre os cinco maiores clubes argentinos, fundado em 1º de abril de 1908, no bairro Almagro, em Buenos Aires. A sede da agremiação está hoje em Boedo, onde ficava o antigo estádio Gasómetro (fechado e tomado pela Ditadura em 1979). El Nuevo Gasómetro (Estádio Pedro Bideain), atual casa do azulgrana fica em Bajo Flores. No entanto, o clube retomou a posse do terreno e está construindo o novo estádio em Boedo que receberá o nome de Papa Francisco.


| INSTAGRAM| FACEBOOK| TWITTER |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s