Francisco na Bulgária: Pontífice da paz e do amor

O Papa Francisco teve uma segunda-feira (06) ocupada por compromissos na cidades de Sófia e Rakovski, na Bulgária. Seu primeiro evento foi a visita a um campo de refugiados na capital búlgara. Em seguida, embarcou para Rakovski para participar da missa de Primeira Eucaristia em uma comunidade, almoçar com as irmãs franciscanas e encontrar-se com a comunidade católica da região. Na volta pra Sófia, presidiu um encontro ecumênico pela paz. Muito além do lema hippie dos anos 1960, Francisco é um pontífice, construtor de pontes, em favor da paz entre os povos e do amor de Deus.

Na homilia da missa com as crianças, na Igreja do Sagrado Coração, o Santo Padre disse estar contente por compartilhar com elas o seu encontro com Jesus. “Verdadeiramente estais a viver uma jornada em espírito de amizade, espírito de alegria e fraternidade, espírito de comunhão entre vós e com toda a Igreja que expressa, de forma especial na Eucaristia, a comunhão fraterna entre todos os seus membros”, lembrou o Papa.

Em um momento de espontaneidade, Francisco dialogou com as crianças sobre a importância da Eucaristia. Por fim deixou seu recado: “O nosso cartão de identidade é este: Deus é nosso Pai, Jesus é nosso Irmão, a Igreja é a nossa família, nós somos irmãos, a nossa lei é o amor.” Ao final da celebração, uma chuva de pétalas de rosas caiu sobre o Santo Padre e as crianças.

Em seu último compromisso público, o Papa esteve com líderes de outras igrejas e religiões para pedir a paz, na Praça Nezavisimost. Francisco disse que devemos trabalhar e implorar pela paz. como “dom e tarefa, presente e esforço constante e diário para construir uma cultura, onde também a paz seja um direito fundamental. Paz ativa e «fortificada» contra todas as formas de egoísmo e indiferença, que nos fazem antepor os interesses mesquinhos de alguns à dignidade inviolável de toda a pessoa.”

O Santo Padre referenciou em suas palavras os cristãos ortodoxos e armênios, além de judeus e muçulmanos. Francisco recordou sobre a contribuição individual em esforços pacíficos de diálogo e compreensão. “Nas nossas famílias, em cada um de nós e, de modo especial, naqueles lugares onde tantas vozes foram silenciadas pela guerra, sufocadas pela indiferença e ignoradas pela cumplicidade esmagadora de grupos de interesses”, disse.

Na terça-feira (07), o Papa Francisco encerra sua viagem na Macedônia do Norte. Amanhã, o Santo Padre se encontrará com as autoridades do país, terá um encontro ecumênico e também com os católicos e visitará o Memorial de Madre Teresa.

O Olhar Vaticano acompanha o Papa Francisco em sua viagem. Fique por dentro da cobertura completa no InstagramFacebookTwitter e site.

Celebração da Paz. Créditos: Vatican Media.

Autor: Thiago Caminada

Jornalista, Mestre em Jornalismo (UFSC). Coordenador do "Olhar Vaticano". Assessor de comunicação, servidor público de carreira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s