A foto mostra o papa Francisco ainda como padre na década de 1980 sorrido de frente para o escritor Jorge Luis Borges, à direita.

Pode me Chamar de Francisco: Jorge Luis Borges e o Papa Francisco

Com o sonho de ser enviado como missionário para o Japão, o jovem jesuíta Jorge Bergoglio é enviado para ser professor em Santa Fé, na Argentina. A primeira missão do Papa Francisco como religioso foi ensinar literatura no Colégio Imaculada Conceição. Entre as iniciativas do professor retratadas em Pode me Chamar de Francisco, se destaca o inusitado convite a Jorge Luis Borges para participar das classes e o aceite do escritor cego para se deslocar da capital argentina até Santa Fé.

Uma das cenas mais emblemáticas da série original Netflix é a de Bergoglio barbeando Borges no pátio da escola. Segundo informações de alguns padres da época, o atual Papa fez a gentileza ao escritor, mas foi no hotel onde o poeta estava hospedado.

Um dos mais famosos escritos de Borges é Emma Zunz. O conto é motivo de represália na série por parte do diretor do colégio ao jovem professor jesuíta. Por se tratar da história de uma jovem garota que se prostitui e mata seu patrão por vingança. Alguns pais de alunos acharam inadequado a escolha do instrumento didático usado por Bergoglio para atrair a atenção dos alunos. Devido à polêmica, o Jorge religioso telefona ao Jorge escritor e ateu para que venha ministrar um curso.

Os contos orientados pelos conselhos de Borges e lidos ao consagrado escritor rederam o livro Cuentos originales, com prólogo do próprio literato. As aulas retratadas na película trazem ainda alguns aspectos interessantes da visão anti-peronista do escritor e das tensões vividas na sociedade argentina em 1965.

Jorge Francisco Isidoro Luis Borges Acevedo é considerado um dos maiores escritores da Argentina. O dramaturgo, editor, professor cego é um ícone da literatura fantástica, premiado em todo o mundo. Nascido em Buenos Aires, em 1899, Borges morreu em Genebra (Suíça) no ano de 1986. Outro de seus contos famosos é A Biblioteca de Babel. Em sua escrita, Borges tratou de temas filosóficos e existenciais.


| INSTAGRAM| FACEBOOK| TWITTER |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s