Resenha: Papa João Paulo I: carisma e mistério, de Gian Pietro Bontempi

Um livro escrito por quem conheceu Albino Luciani e viveu na Itália durante o período de seu breve pontificado e sua misteriosa morte. Gian Pietro Bontempi mora hoje no Brasil, mas teve a coragem de elucidar e reunir uma série de questionamentos e teorias sobre João Paulo I, o homem que mesmo em tão pouco tempo pode ser considerado o Papa mais carismático da modernidade.

Quando criança, Bontempi conheceu o bispo Luciani na catedral de Vittorio Veneto, província de Treviso no norte da Itália. No entanto, sua obra contempla desde o nascimento do último Papa italiano, passando por sua vocação, seus valores, sua vida como bispo e cardeal, o pontificado de 33 dias e sua morte. O livro ainda vai além ao trazer as inconsistências nas versões sobre os últimos momentos de vida e o sepultamento do Papa Sorriso e ao dissertar sobre a corrupção na Itália e no Vaticano e sobre a atuação da máfia, da maçonaria e dos grandes banqueiros.

João Paulo I é apresentado em sua profunda espiritualidade, humildade, predileção pelos pobres e grande inteligência. Em sua autenticidade, encaminhou nos primeiros dias em Roma grandes mudanças para conter crises que passaram escondidas durante o período de João Paulo II e tornaram a ser centro dos debates com a renúncia de Bento XVI e a eleição de Francisco. A corrupção no Banco do Vaticano, as intrigas e morosidade da Cúria Romana e as relações externas entre a Igreja e outros organismos na sociedade.

Na leitura, é possível perceber muitos traços de Francisco e de suas reformas. Talvez a Igreja tenha esperado quase 35 anos para caminhar segundo o Concílio Vaticano II e a visão de Albino Luciani na reforma da Cúria, moralização do Banco e retomada de valores evangélicos como a pobreza.

Sem tomar como fatos, mas como possíveis teorias de uma morte mal explicada, Bontempi traz depoimentos de pessoas que estiveram próximas de Luciani e participaram do funeral. Teorias como um envenenamento e assassinato são trazidas para justificar o desencontro de informações, a falta de exumação no corpo e os diversos prelados e banqueiros incomodados com as futuras mudanças exigidas pelo novo Papa.

A obra traz ainda um relato da visita de Albino Luciani como Patriarca de Veneza ao Brasil e uma entrevista em italiano. O livro é de fácil leitura, traz algumas fotos e ilustrações e, ainda, uma cronologia da vida do Papa Sorriso. Seu único ponto fraco é trazer as diversas versões e teorias sobre a morte de João Paulo I e não dar nenhuma conclusão. Vale muito a leitura, em especial, porque há pouca literatura em relação aos Papas anteriores a João Paulo II e mais raro ainda em versão original para o português.

Nas próximas semanas, o Olhar Vaticano trará uma entrevista exclusiva com o escritor italiano Gian Pietro Bontempi.

FICHA TÉCNICA
Título: Papa João Paulo I: Carisma e Mistério
Autor: Gian Pietro Bontempi
Editora: Clube de Autores
Ano: 2018 (2ª edição. Revisada e ampliada)
Páginas: 284

Comentários

Um comentário em “Resenha: Papa João Paulo I: carisma e mistério, de Gian Pietro Bontempi”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s