A foto mostra o papa Francisco celebrando a Paixão do Senhor na basílica vazia por causa da pandemia.

Papas e as pestes, pragas, epidemias e pandemias na história: Peste de Cipriano

Cipriano: o bispo católico que deu nome a uma praga

A pandemia de Coronavírus abala todo o mundo e alterou a prática religiosa das pessoas. Líderes em todo o mundo se mobilizam de diferentes formas diante da crise humanitária e o Papa Francisco ganhou destaque por sua prudência e postura. O Olhar Vaticano traz uma série de textos sobre diversas epidemias e pandemias na história da Igreja e da humanidade e a relação dos Papas com essas pragas e pestes.

Peste de Cipriano
A praga de Cipriano, acontecida entre os anos 248 e 271, leva esse nome por causa de São Cipriano, bispo de Cártago. Os escritos do santo católico são um dos registros das enfermidades da época ao relatar a doença como uma “provação” que causava febre, diarreia, vômitos, fraqueza e até putrefação.

Leia mais sobre a Praga Antonina.

Menos de 100 anos depois da Peste Antonina, outra praga assola Roma e de forma ainda mais mortal com picos de até 5 mil mortos por dia. Autores afirmam que esta praga foi responsável pelo início do declínio do Império Romano.

A epidemia foi a justificativa utilizada pelo imperador Décio na primeira grande perseguição aos cristãos em todo o Império Romano. O Papa São Fabiano foi martirizado em uma desta perseguições e foi o primeiro Bispo de Roma neste período de peste entre 236 e 250.

Durante o período da peste também passaram pela Cátedra de Pedro São Cornélio, de 251 a 253; São Lúcio I, de 253 a 254; Santo Estevão I entre 254 e 257; São Sisto II, em 257 e 258, São Dionísio, entre 259 e 268; e, por fim, o Papa São Félix I entre os anos 269 e 274. Todos sem registros relacionados à praga.

A tradição de utilizar roupas pretas como luto foi concebida pelos cristãos durante esse período. Assim como na primeira praga, a Peste de Cipriano é a motivação para grande número de conversões ao cristianismo.

Comentários

2 comentários em “Papas e as pestes, pragas, epidemias e pandemias na história: Peste de Cipriano”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s