A foto mostra o Papa João Paulo I sorrindo.

Francisco cria a Fundação Papa João Paulo I

O Papa Francisco instituiu a Fundação Vaticana João Paulo I. Quarenta e dois anos após o breve pontificado de 33 dias, o italiano Albino Luciani é lembrado por Francisco ao formar uma fundação para estudos, aprofundamento do Magistério e promoção da figura e seus ensinamentos. Essa é mais uma evidente característica que une Luciani a Bergoglio, dois Papas com desejo reformista de inspiração no Concílio Vaticano II.

A foto mostra o Papa Francisco em um discurso.

Papa Francisco liga para o cardeal de São Paulo preocupado com a pandemia de Coronavírus

O cardeal arcebispo de São Paulo Dom Odilo Scherer recebeu uma ligação telefônica do Papa Francisco no último sábado (9 de maio). O motivo é a preocupação do Pontífice com o crescimento de casos do coronavírus (COVID-19) na maior cidade do Brasil. Francisco perguntou pelos pobres e deixou sua benção apostólica para toda a cidade.

A imagem mostra as fotos do quatro mártires argentinos beatificados. Na primeira foto está escrito abaixo em espanho, "Enrique Ángel Angelelli Obipos"; na segunda "Gabriel Longueville Sacerdote"; na terceira "Carlos Murias Religioso"; e na quarta foto da montagem "Wenceslao Pedernera Laico".

Pode me Chamar de Francisco: bispos, padres e religiosos perseguidos na ditadura argentina

Enrique Angelelli, Franzs Jalics e Orlando Yorio são os três perseguidos pela ditadura militar argentina destacados na série Pode em Chamar de Francisco. Eles são apenas três personagens ligados a Jorge Mario Bergoglio e simbolizam uma infinidade de bispos, padres, religiosos e leigos católicos vítimas do regime ditatorial imposto na Argentina entre os anos de 1976 e 1981. Sob o golpe do general Jorge Videla, mais 30 mil pessoas foram mortas e milhares de torturados e desaparecidos.

A imagem mostra o ator Darío Grandinetti interpretando o cardeal Jorge Bergoglio.

Resenha: Papa Francisco: conquistando corações

Francisco, um homem de acolhida | Jorge Bergoglio, o Papa Francisco, é apresentado no filme argentino em todos os seus aspectos de singularidade e carisma. Sua dedicação às pessoas, seu modo simples de ser e agir, sua simpatia são destacados na trama com elementos delicados como no caso do lavar as próprias roupas enquanto está hospedado em Roma. Todos as características mostradas de forma incisiva em Pode me chamar de Francisco, são divulgadas com apelo mais sentimental em Papa Francisco: conquistando corações.

A foto mostra o papa Francisco em primeiro plano caminhando com o olhar para baixo. Em segundo plano, desfocada, está uma estátua da praça São Pedro.

Reforma da Cúria se aproxima e grupos conservadores contra-atacam

Dada como certa, a Reforma da Cúria Romana proposta pelo Papa Francisco causa temor na estrutura interna do Vaticano e grupos tradicionalistas e conservadores se armam contra o reformador em quanto ainda há tempo. A tentativa, talvez, é de protelar as mudanças ou descreditá-las. O fato é que não há como barrar o curso de um rio com sua nascente nas congregações anteriores ao Conclave que elegeu Bergoglio. Assim também, não parece possível que os maiores defensores da infalibilidade papal nos tempos de Bento XVI consigam agora desacreditar um papa forte. As atitudes dos opositores parecem choro de crianças mimadas.

Continuação: Entrevista com Dom Wilson Jönck, Arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis

Um Olhar sobre o Papa Francisco e as reformas na Igreja Católica | Nesta segunda parte da entrevista, Dom Wilson Jönck, Arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis, fala sobre Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, suas reformas na Igreja e os reflexos dessas mudanças na igreja arquidiocesana. Também comenta sobre homossexualidade, casais divorciados, a formação sacerdotal e os desafios da evangelização. Esta entrevista é uma continuação de Um Olhar sobre os Papas Bento e João Paulo e sobre a Igreja Arquidiocesana e em Santa Catarina.

A imagem mostra os três repórteres na redação do jornal olhando para o editor. Dois estão sentados e um de pé ao lado do editor da equipe. Na imagem se vê muitos documentos, um computador e papéis sobre algumas mesas.

Resenha: Spotlight: segredos revelados, filme ganhador do Óscar

Uma reportagem paradigmática para o jornalismo e para a Igreja | Spotlight não é um filme sobre pedofilia na Igreja. É um filme sobre jornalismo. A trama mostra como se desenvolve um trabalho de apuração baseado em técnicas de investigação e entrevista jornalísticas para desvendar fatos ignorados pela sociedade e revelar uma história complexa. Os repórteres encontraram acontecimentos dispersos e, ao dar sentido a eles, perceberam um padrão e escreveram a mais importante e reveladora reportagem sobre os casos de abuso sexual na Igreja Católica.