A foto mostra o papa Francisco acenando e vestido com adereços indígenas. Ao fundo, encontram-se alguns representantes de populações indígenas.

A música de Vinícius de Moraes citada por Francisco: Samba da Benção

“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro na vida”. Este é o trecho do Samba da Benção de Vinícius de Moares citado pelo Papa Francisco em sua mais nova encíclica Fratelli Tutti, Todos Irmãos. O verso inicia o parágrafo 215 do documento e está no sexto capítulo “Diálogo e Amizade Social”. Um dos trechos mais interessantes da nova encíclica quando o Pontífice fala de “uma nova cultura”, sua tão defendida “cultura do encontro”.

A foto mostra o Papa Francisco de perfil sorrindo, ao fundo alguns arbustos.

Economia de Francisco será caminho para um novo mundo pós pandemia

Convocado pelo Papa Francisco em maio de 2019, o encontro Economia de Francisco pode ser o marco de um mundo assolado pela pandemia de coronavírus (COVID-19) reunido para pensar um novo mundo pós pandemia. Quando o evento foi convocado pela Papa, o novo vírus que ultrapassou a marca de um milhão de mortos nesta segunda-feira (28) ainda sequer existia ou não se sabia de sua existência. Entretanto, a conferência convocada pelo Pontífice seria em Assis, Itália, entre os dias 26 e 28 de março de 2020, pico mundial das mortes pelo vírus letal, teve sua data transferida.

Opositor público do Papa Francisco, Steve Bannon, é preso nos EUA

Preso na última quinta-feira (20), Steve Bannon é conhecido como ex-assessor da Casa Branca e de Donald Trump, mas desde sua demissão do cargo em 2017 sua principal ocupação é o Instituto Dignidade Humana. Com sede no sul da Itália, o órgão reúne os opositores do Papa Francisco e oferece cursos para conservadores em todo o mundo.

Os gestos proféticos de Francisco em meio à pandemia de coronavírus

Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, transcende o encargo de ser o Sumo Pontífice na Terra. A sua existência e atitude diante da pandemia de coronavírus COVID-19 colocam-no como um verdadeiro sinal divino na história da salvação humana. Seus gestos solitários, sua voz a clamar e denunciar, sua piedade em favor dos que sofrem são gestos de um profetismo encarnado nos dias atuais.

A foto mostra uma senhora idosa olhando sorridente o Papa Francisco enquanto ele a abraça.

Pode me chamar de Francisco: o Papa é da Teologia da Libertação?

Muitos apontam o Papa Francisco como defensor ou correligionário de várias correntes ou ideologias. Por má fé, ou desconhecimento não é difícil achar termos como: Bergoglio Comunista, Papa Soviético, Francisco de Esquerda, Papa da Teologia da Libertação e muitos outros. Alguns ousam chamar o Pontífice de herege e até de anti-papa. No entanto, o que parece ser um consenso entre os especialistas e teólogos, é que Francisco é um Papa dos Pobres alicerçado pela chamada Teologia do Povo.

A foto mostra a sala sinodal no Vaticano. No primeiro plano um índio com cocar e ao fundo o Papa Francisco.

Principais pontos do Documento Final do Sínodo da Amazônia

Em meio a todas polêmicas e movimentos de apoio e protestos, o Sínodo Pan-Amazônico chegou ao fim em 27 de outubro, no Vaticano. O encontro reuniu cardeais, bispos, padres, religiosos, religiosas e especialistas com o Papa Francisco para debaterem sobre a atuação da Igreja Católica na região. O Documento Final do Sínodo da Amazônia confirmou diversas ideias levantadas pela Instrumento de Trabalho. Entre elas se destaca a possibilidade de um novo ministério para celebrar a eucaristia e da criação de um rito amazônico; o protagonismo feminino; e os esforços de ecumenismo e diálogo interreligioso.

O papa Francisco saúda uma indígena em sua visita ao Peru. O papa sorri enquanto a índia fala com cocar na cabeça.

O Sínodo e a evangelização podem interferir na preservação da Amazônia?

O Sínodo Pan-Amazônico reunirá cardeais, bispos, padres e especialistas de todo o mundo para discutir a atuação da Igreja Católica na região da maior floresta tropical do mundo. O encontro convocado pelo Papa Francisco acontecerá no Vaticano entre os dias 6 e 27 de outubro e recebe a atenção da imprensa internacional, de políticos, prelados e fiéis.

A foto mostra o papa Francisco ainda como padre na década de 1980 sorrido de frente para o escritor Jorge Luis Borges, à direita.

Pode me Chamar de Francisco: Jorge Luis Borges e o Papa Francisco

Com o sonho de ser enviado como missionário para o Japão, o jovem jesuíta Jorge Bergoglio é enviado para ser professor em Santa Fé, na Argentina. A primeira missão do Papa Francisco como religioso foi ensinar literatura no Colégio Imaculada Conceição. Entre as iniciativas do professor retratadas em Pode me Chamar de Francisco, se destaca o inusitado convite a Jorge Luis Borges para participar das classes e o aceite do escritor cego para se deslocar da capital argentina até Santa Fé.